Incidentes Cibernéticos – O que são e como se proteger

O ano de 2018 foi marcado pelo aumento de incidentes cibernéticos nas organizações. Segundo o Barômetro de Risco Allianz, publicado todos os anos pela seguradora Allianz Global Corporate & Specialty (AGCS), o principal risco para as empresas no Brasil são os de incidentes cibernéticos. Este relatório baseou-se no estudo de 1.911 especialistas em riscos de 80 países.

Se você tem uma empresa no Brasil ou pretende se tornar empreendedor em 2019, então você deve levar em consideração esta pesquisa, afinal os riscos cibernéticos tendem a aumentar cada vez mais. Isto, se deve a grande ampliação da utilização de novas tecnologias no ambiente corporativo. As empresas necessitam de ferramentas para se manter competitivas no mercado, e é dessa maneira que os cibercriminosos encontram brechas na segurança para efetuarem seus ataques.

Mas o que são exatamente estes incidentes cibernéticos? Bem, existem diversos tipos de ameaças cibernéticas para uma empresa, mas basicamente podemos definir como, a vulnerabilidade ou a fraqueza da infraestrutura de TI de uma organização, que deixam brechas para vários tipos de ataques dos cibercriminosos.

Estes ataques podem ocasionar em roubos de dados e a divulgação dos mesmos, diminuindo a credibilidade da empresa com seus clientes e prospects, além disso também pode haver comprometimento de e-mails corporativos, instalação de ransomwares e outros vírus que afetam a infraestrutura da organização, roubo de senhas, entre outros ataques

Sabendo disso, não é difícil imaginar todos os riscos que a sua empresa corre ao não se prevenir contra estes incidentes, não é verdade? Mesmo o cenário sendo tão crítico no Brasil, ainda assim existem diversas empresas que não agem rápido o suficiente para identificar estas vulnerabilidades e corrigi-las.

Por estes motivos, separamos algumas dicas de como se proteger contra os ataques e diminuir o índice de incidentes cibernéticos.

 

1. Usar senhas fortes

Para que uma senha não seja esquecida, as vezes utilizamos a mesma senha para diversos tipos de serviços, porém isso é um erro grave que facilita a vida dos cibercriminosos, pois descobrindo uma senha ele pode ter acesso a todos os sistemas que você usa com a mesma senha. Por isso, é importante utilizar senhas diferentes e fortes que contenham letras maiúsculas e minúsculas e também números e caracteres especiais.

 

2. Fazer atualizações constantes

Para o bom funcionamento de uma empresa, diversos softwares são utilizados para as mais variadas tarefas, desde um simples bloco de notas até um avançado software para desenho de peças industriais. As vezes, pode parecer meio chato ficar atualizando estes programas, porém as empresas que fornecem os softwares disponibilizam as atualizações justamente para a segurança dos usuários que os utilizam.

 

3. Treinamento dos colaboradores

Para que haja um bom funcionamento de todas as ferramentas tecnológicas da empresa, deve-se conscientizar seus colaboradores e efetuar treinamentos para que a utilização correta dos mesmo seja feita, desta forma a vulnerabilidade do sistema por má utilização pode ser prevenida.

 

4. Utilizar uma boa solução de segurança

Mesmo utilizando o bom senso e treinando seus colaboradores, ainda assim brechas podem surgir na sua infraestrutura de TI, por isso é importante utilizar uma solução que garanta a segurança do parque computacional da organização, como por exemplo um antivírus.

Ainda existem outras soluções de segurança e controle de acesso de usuários, como o S4 que é um software de controle e segurança da internet com diversas funcionalidades, como o firewall, controle de navegação, controle de Skype, e-mail server, anti-spam, entre outras funções que garantem total segurança para as empresas.

Achou interessante o conteúdo de hoje? Então não se esqueça de assinar a newsletter para receber mais dicas e curtir a nossa página no Facebook!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *